Resenha: A Caminho do Altar

02 outubro

Mais uma vez Julia Quinn me surpreendeu com o penúltimo livro da série Os Bridgertons. É complicado chegar ao final e despedir dessas leituras que tantas vezes fizeram parte do meu cotidiano e me fizeram amar ainda mais os romances históricos. Esse é o livro pra acreditar no amor. Para não desistir dele mesmo quando tudo parecer tão distante e ao mesmo tempo tão difícil. Para aqueles que sonham em encontrar a pessoa perfeita, Julia Quinn escreveu uma obra excepcional.
Gregory Bridgerton sonhava em encontrar a mulher da sua vida. No momento em que ele olhasse para ela, ele simplesmente saberia e faria de tudo para conquistá-la e fazê-la feliz. Depois de ver sete irmãos completamente felizes no amor, ele acreditava que a sua vez também chegaria em algum momento. E é viajando para a propriedade do seu irmão Anthony que tudo acontece. Em um baile organizado por Kate no pátio, ao olhar para Hermione Watson, ele se apaixona e tenta se aproximar dela de todas as formas.
Lucinda Abernathy é a melhor amiga de Hermione e já havia visto muitos homens se apaixonarem pela melhor amiga, mas não por ela. Ao lado de Hermione ela era somente a amiga que poderia ajudá-los. Quando Gregory aproxima-se de Hermione, ela percebe que ele é apenas mais um que se apaixonou perdidamente, mas dessa vez ela precisa fazer algo, pois simpatizava muito mais com Gregory do que com o homem pelo qual a amiga estava apaixonada. E é se aproximando de Gregory para ajudá-lo a conquistar Hermione e ensiná-lo a impressionar amiga, que sentimentos novos começam a despertar dentro de Lucy. Porém ela não queria acreditar no amor e já estava comprometida. Será que Gregory vai olhá-la de forma diferente em algum momento também?
A Caminho da Altar é uma leitura encantadora que me fez amar ainda mais essa série e chegar até a última página feliz por Julia ter concluído essa série de forma tão incrível. Ao contrário dos outros irmãos, Gregory não é um libertino mas um homem que queria ter o seu final feliz com a mulher que havia escolhido. Assim como Francesca, ele foi um dos personagens que apareceu pouco nos livros anteriores, mas é sem dúvidas um dos meus favoritos.
Lucy é uma personagem que me aborreceu em muitos momentos. Talvez por insistir em não acreditar no amor e deixar de se arriscar quando deveria, mas aos poucos ela vai amadurecendo durante a narrativa. Ela é bem fiel na amizade com Hermione e apesar de não ser percebida com a presença da amiga, sempre esteve ao lado dela em todos os momentos possíveis.
A narrativa é feita em terceira pessoa e deu para visualizar bem todos os personagens da trama. Diferente dos últimos livros, A Caminho do Altar tem uma narrativa mais elaborada e bem singular. É impossível parar a leitura quando começamos, já que o livro inicia com um certo mistério.
A Caminho da Altar traz uma narrativa muito mais leve e surpreendente do que os outros livros. Esse livro me despertou muitos sentimentos durante a leitura e um deles a saudade de ter que me despedir dessa família. Nessa história, a família Bridgerton também tem um papel especial e está presente em muitos momentos. Portanto, para quem procura uma leitura agradável e repleta de sentimentos esse é o livro que indico sem dúvidas!

Você pode gostar

12 comentários

  1. Que lindo! Hahaha li os 4 primeiros livros da série há algum tempo e tive uma overdose de fofura, mas pretendo partir para mais uma 'maratona Bridgerton' em breve. Adorei saber que Gregory não é um libertino como os irmãos, pq se fosse a história ficaria meio batida. Agora, a parte de Lucy não acreditar no amor é realmente meio clichê em romances. Fiquei curiosa com a narrativa ser 'mais elaborada e bem singular', e espero poder ler em breve para comparar.
    livroslapiseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oieee! Então, confesso que não sou muito fã de romances de época. Até curto romances, mas contemporâneos. Não li nada da Julia Quinn e não sei se tenho pretensão de ler tão cedo. Tô mais na pegada de policial, suspense, sabe? Quem sabe um dia eu pegue algum, mas acho que pegaria aquele Principe dos canalhas, acho a capa maravilhosa e ja me disseram que é mto divertido. Vc ja leu?

    beijos

    Dana
    www.feedyourhead.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Preciso muito ler esses livros da Julia Quinn, pra ontem!
    Amo romances de época e morro de curiosidade conhecer os Bridgertons. Como todos os outros volumes, pelas resenhas que li, vejo que este também não decepcionou, pelo contrário. A história de Gregory e Lucy parece ser encantadora.
    Espero que a leitura me agrade tanto quanto lhe agradou.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  4. Essa personagem só pode ser uma mistura de Hermione Grangger e Emma Watson, foi a primeira cisa que veio a cabeça desculpa rsrsrs. Arnn, me dei conta que ela não é a protagonista. Bom, achei este romance um tento diferente pq o personagem não é um famigerado libertino rs. Acho que iria me irritar com as atitudes de Lucy em alguns momentos também, mas faz parte né? Impossível amar uma mocinha do começo ao fim. Fiquei curiosa para saber como termina essa história, mas não pelo casal e sim pela família, espero que tenha tido um desfecho digno

    ResponderExcluir
  5. Essa série está na minha lista para ler, e vou aproveitar que já tem todos os livros lançados! <3 Eu adoro romances de época, alguns são quase sempre iguais, mas mesmo assim é fácil de se envolver e se apaixonar. No entanto, percebi que esse tem algumas coisas diferentes, e isso me deixou ainda mais animada para ler!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Amei esse livro <3 Na verdade amo essa família Bridgerton e esses irmãos maravilhosos. Foi uma boa despedida para essa família, já que o último é só os contos, pois Gregory é muito amor e Lucy me arrebatou de primeira.
    Já tô com saudades dessa família e ainda bem que vai ter esses livros com alguns contos e a história da Violet, vai dar para matar a saudade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Helloo, tudo numa nice?!
    Eu já vi um monte de resenha desses livros da Julia, mas não me interesso por nenhum. O motivo é: porque não curto romances de época, somente históricos. Esse é de época com o enfoque no romance. Não é porque entorno o nariz, eu já li romance de época e percebi que não é o meu tipo. Chegou um momento que fiquei saturada desse tipo de leitura, sabe?! É meio clichê e não me atrai. Mas que bom que você curtiu. O importante numa leitura acima de tudo é a catarse!
    Beijin...

    ResponderExcluir
  8. Olá! Eu sou apaixonada por essa série! Acho que essa autora é sensacional, amo a escrita dela e estou encantada por você mencionar que a história desse volume começa com mistério, é mais leve e mais surpreendente que a dos demais livros. Pois sempre achei todos os livros muito bons, leves e surpreendentes, até o volume 4 (que eu já li). Quero ler os demais volumes em breve e logo chegar nesse final maravilhoso que você citou. Valeu a dica.
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Flor!
    Preciso voltar a ler essa série, pois eu amo essa família e mesmo não tendo lido todos os livros ainda, estou de coração partido pois a série está chegando ao fim rs' cada liro é maravilhoso, e ver as crianças crescerem deve ser maravilhoso, estou curiosa para conhecer a história de Gregory e espero me apaixonar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. É um livro que os leitores mais romanticos com certeza vão gostar, mas infelizmente, para mim não rola, não consigo ficar atraida por romances de época, leio muito pouco, pois não faz o meu gênero mesmo. Mas gostei de saber que a protagonista amadurece, e que é um livro que mostra o amor verdadeiro, sem dúvidas é um desfecho otimo para série, mas você viu o novo livro que saiu, contanto a história dos matriarcas? Parece ser interessante para quem gostou da série.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  11. Esse é o ultimo livro? E o que vai ser lançado é qual então? rs
    Interessante essa amizade e fidelidade da Lucy pra Hermione (amei o nome haha). Acho muito legal colocar essas coisas nos livros, amizade é sempre uma coisa bonita. O personagem meio que me pareceu diferente dos outros, normalmente é um cara mais dado, mais libertino mesmo, e esse só querer alguem pra casar... achei bem legal.

    ResponderExcluir
  12. Oi Thalita, sua linda, tudo bem?
    Adorei o título, melhor do que esse só felizes para sempre, risos.... É complicado estar do lado de alguém que é admirada e desejada por todos e ficar invisível. Gostei dela por ela não ter inveja ou ressentimento da amiga por isso, pelo contrário, ainda tentou ajudá-la a ficar com o cara certo. Por isso, estou torcendo por eles. Estou louca para ler essa série. Adorei sua resenha!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram