Resenha: João e Maria

01 dezembro


Sempre quis ler algo do Neil Gaiman e pensei diversas vezes em começar por “O oceano no fim do caminho”, pois o título sempre me deixou intrigada, porém muitas pessoas que já são leitores das obras dele não recomendam começar por esse. Portanto, optei por uma leitura que seria menos densa somente para familiarizar com a escrita e escolhi “João e Maria”.
Em um primeiro momento imaginei que o livro traria a história de João e Maria recontada de uma forma mais densa e um tanto que diferente do que já era proposto pelo clássico, mas para a minha surpresa não foi isso que aconteceu. A história é basicamente a mesma que já ouvimos desde a infância, porém é narrada uma versão um pouco mais antiga. Acredito que essa primeira percepção se deu justamente pela impressão que a capa passa por ser ilustrada em preto e branco, não que a história não tenha pontos obscuros, porém pelo fato do conto me acompanhar desde a infância não foi uma leitura repleta de surpresas ou que me deixasse tensa, me senti o tempo todo em minha zona de conforto literária.
Eu não irei entrar em detalhes sobre a sinopse da história, pois acredito que a maioria já conhece a sua essência, logo serei breve. O livro conta a história de uma família que vem atravessando uma crise financeira devido uma guerra que aflige o país e como consequência a mãe convence ao pai que ele deve abandonar os dois filhos (João e Maria) no meio da floresta na qual trabalha como lenhador, na primeira tentativa as crianças conseguem retornar para casa pois demarcam o caminho com pedrinhas, porém na segunda tentativa as crianças acabam se perdendo na floresta e precisam enfrentar os perigos da floresta.

A edição está simplesmente sensacional, como já mencionei a capa é ilustrada em preto e branco, assim como as demais ilustrações ao longo do livro. A capa é dura e a fonte é bem confortável até mesmo para crianças poderem ler. O livro é bem curtinho e pode ser lido em menos de uma hora, ao final encontramos um texto que contextualiza a forma como os irmãos Grimm escreveram a história a princípio e como a mesma foi se adaptada para a versão que estamos familiarizados nos dias de hoje.

Sem dúvidas essa é uma leitura indicada para quem gosta dos clássicos da literatura infantil, não traz novidades, porém a leitura é válida. Como mencionei no início sempre tive vontade de ler algo do autor e seguirei em busca de um livro que me mostre toda a genialidade que as pessoas citam que ele expressa em seus livros. Se você já leu algum livro do Neil Gaiman e gostou ou não gostou me conta nos comentários, vou adorar saber sua opinião, espero ter a oportunidade de me surpreender com alguma obra dele em breve.


Você pode gostar

6 comentários

  1. Oie

    Eu não curtir "Um oceano no fim do caminho" :(. Esse eu super quero, adoro os clássicos infantis e adorei sua resenha.
    Não sabia que a capa era dura, me conquistou mais ainda rs.

    bjs
    Fernanda Y.

    ResponderExcluir
  2. Oiii!

    Eu li uma obra do autor e não consegui gostar muito da forma como ele conduz o enredo...
    Mas gostei de saber desse classico! A capa está linda!
    Vou indicar para alguns amigos meus que eu sei que vão gostar.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol,

    Ei acho que vc deveria ler O oceano no fim do caminho, é um livro incrível e traz muito a sensação de nostalgia, sabe? Acho que é perfeito para começar a ler Neil Gaiman.
    Tbm li João e Maria e achei as imagens aterradoras e nada infantis hahahah Na verdade não acho que esse livro seja para crianças, é bem pesado para uma criança ler que a mãe abandonou os proprios filhos no meio da floresta, mesmo que para nao vê-los definhar de fome. Enfim... acho pesado e não recomendo para crianças. Eu amei saber sobre as várias versões que existem dessa historia e as ilustrações são um diferencial à edição da intrinseca.
    bjs
    Dana - Feed your Head

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol!
    O conto é realmente conhecido, mas uma leitura válida do mesmo jeito, hehe. Nunca li nada do Gaiman, e não sei exatamente se sinto vontade ou não. Seus enredos simplesmente não me atraem, mas admito que fico curiosa com sua escrita pelo tanto de comentários que as pessoas direcionam sobre ele e suas histórias também. Quem sabe um dia não me depare com algum livro que me chame a atenção? Enfim, valeu a dica também!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi. Nunca li nada do Gaiman, embora veja muitos elogios sobre as obras dele. Porém, por ser não ser um gênero que me agrada muito, nunca fui a fundo nos seus livros, então não tenho nenhum para te indicar hahaha.
    Mas a tática que você usou parece interessante, por ser algo que já estava familiarizada, era mais fácil de gostar mesmo.
    Já vi essa edição e é lindíssima, mas ainda assim nunca tive o interesse de ler :/

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Esse eu não conhecia, mas O Oceano no Fim do Caminho é chato mesmo, eu li e odiei. Dificilmente lerei algo dele de novo, enfim, essa capa é muito bonita, pelo menos isso os livros dele têm de bom.

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram