Resenha: O Médico e o Monstro

27 janeiro


Fazer resenhas de livros clássicos e famosos é sempre um desafio, pois é necessário ter muito cuidado para não passar informações em excesso e acabar revelando mais do que se deve a respeito da história, levando em consideração que muitas pessoas já conhecem o enredo. Esse é o caso de “O médico e o monstro” (Dr. Jekyll and Mr. Hyde) do autor escocês Robert Louis Stevenson, o livro já ganhou diversas adaptações tanto para o cinema quanto para o teatro, isso sem levar em consideração as diversas menções sobre ele nos mais diversos meios. De forma indireta provavelmente a maioria das pessoas já ouviram falar ao menos uma vez sobre esse clássico. Até mesmo a sinopse desse livro é extremamente reveladora, portanto, tentarei fazer o meu melhor nessa resenha e não revelar mais do que o necessário.
Mr. Hyde é um homem misterioso, baixinho, carrancudo e com uma expressão diabólica que incomoda a todos que o olham, não há quem encontre com ele e consiga se simpatizar com suas feições. Seus modos e comportamento é totalmente questionável, ele não respeita a ninguém. Mr. Utterson é advogado e amigo do médico Dr. Jekyll e é o responsável por guardar o testamento dele e não compreende a decisão tomada pelo médico de deixar tudo o que possui para o Mr. Hyde. Na verdade ele desconfia que o Dr. Jekyll está sendo chantageado e para solucionar esse mistério decide começar uma investigação por conta própria.
Ao longo do desenvolvimento diversos horrores acontecem, até mesmo um misterioso assassinato. Utterson fica cada vez mais motivado a desmascarar Mr. Hyde e a cada vez que descobre mais a respeito do mesmo tem mais certeza que ele é a personificação do mal.
Os personagens dos livros não foram idealizados para agradar aos leitores, eles estão lá justamente para incomodar e levantar questionamentos sobre o bem e o mal que existe nas pessoas. O tema do livro é denso e muito bem construído e deve ser lido por todos, mesmo sendo classificado como clássico do horror e mistério acredito que pode agradar até mesmo aqueles que não gostam dos gêneros.

O livro é bem curtinho, não tem enrolação, os fatos se desenvolvem com agilidade e a leitura é fluida e em nenhum momento é cansativa. Não vou me delongar, pois qualquer coisa que acrescente nesta resenha estarei revelando mais que o necessário, para concluir só digo que essa é uma leitura que vale a pena ser feita.
“Eis aqui mais uma lição sobre o valor do silêncio. Estou envergonhado por ter falado demais. Vamos combinar uma coisa: nunca mais voltaremos a falar desse assunto.”
“É parte do caráter de um homem modesto aceitar seu círculo de amizades como é apresentado pelas mãos da oportunidade (...).”
“A história é um véu disfarçado de verdade, visto apenas como uma metáfora simplificada da dualidade humana.”

“Os sonhos são universais através da consciência humana, evocando as fantasias e as neuroses primitivas que definem nossa espécie peculiar.”

Você pode gostar

20 comentários

  1. Oi Gosto muito de livros clássicos e os leio sempre que posso, mas esse é um dos que nunca tive oportunidade, mas conheça a base da história e essa sempre me pareceu muito interessante. Adorei a tua resenha,
    beijoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kris,
      Quase impossível não ter nenhuma referência sobre essa obra, mesmo que seja de forma indireta e a medida que nos aventuramos da leitura acabamos nos recordando de ter ouvido algo a respeito mesmo em tempos remotos.
      Obrigada!
      Beijos

      Excluir
  2. Esse sim é um clássico que amo! Eu li pra escola e nunca me esqueci!

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol, me sinto envergonhada por ser fã do gênero e ainda não ter lido esse livro. Acho que por clássico a gente acaba deixando pra depois. Ele é um dos livros da coleção que meu pai deixou. Adorei você trazer a resenha dele, pelo que vc conta ele é bem escrito e da forma que gosto, sem rodeios. Vou colocá-lo na minha meta para esse ano. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gleyse, sempre acabamos passando alguns livros a frente na lista, mas quando pegamos para ler ficamos nos questionando o por quê de não termos lido antes. Sem dúvidas uma leitura que vale a pena ser feita. Espero que faça uma ótima leitura.
      Beijos

      Excluir
  4. Olá, Carol, tudo bem?
    Eu amo livros clássicos mas não tivae a oportunidade de ler esse livro ainda. Já ouvi maravilhas e quero muito ler ele em breve. Amei sua resenha e fiquei ainda mais ansiosa por essa leitura, vou tentar compra-lo o quanto antes. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Faby,
      Espero que tenha a oportunidade de lê-lo é um ótimo livro. Boa leitura!
      Beijos

      Excluir
  5. Esse sim é fantástico, uma leitura obrigatória pra todo amante de mistério/suspense/terror. :D

    ResponderExcluir
  6. Leitura fantástica!
    Parabéns pela resenha perfeita também
    Sucesso!

    ResponderExcluir
  7. Oi Carol, não li este ainda, mas não acho que a dificuldade em resenhar se deva ao fato de ser clássico, poiaestaz dificuldades acabam sendo de outros livros também.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oiii Carol, tudo bem?
    Eu tenho tanta vontade de ler esse livro que você nem imagina, até hoje só li comentários positivos e sua resenha ficou incrível!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Realmente falar sobre os clássicos dá até um friozinho na barriga pelo medo de acabar falando demais e estragar futuras leituras da obra.
    Já ouvi falar da obra, mas ainda não fiz a leitura e confesso não ter assistido nenhuma adaptação (que eu lembre) sobre ele.
    Adorei saber suas impressões e o livro já está a algum tempo na minha lista de leituras.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  10. Apesar deste não ser um gênero que desperte minha atenção, gostei muito de sua resenha, e se trata de um clássico, já assisti uma adaptação para o cinema, mas acho que sempre os livros são os melhores, se eu tiver a oportunidade vou ler com certeza. Bjs

    www.livrosemretalhos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Nunca li, mas fiquei interessada!
    Sua resenha ficou ótima, e adorei os quotes <3
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, eu também tenho esse e-book, ainda não tive tempo de ler, mas confesso que sua resenha me animou um pouquinho mais a ler ele e descobrir o motivo de ser um clássico tão comentado.

    ResponderExcluir
  13. Ou Carol, já ouvi diversas vezes alguém falar sobre esse livro, mas o que mais me chamou a atenção para colocar em uma lista para ler, foram esses quotes. Achei tão verdadeiro e sincero. Simplesmente amei.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  14. Perfeito.
    É uma leitura essencial, o livro trata da importância de equilibrar os sentimentos, desejos, emoções, para que um não se torne o monstro do outro. Parabéns pela bela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilian,
      O equilíbrio entre o bem e o mal, todos carregamos as duas partes, a forma que lidamos com elas que fazem toda a diferença.
      Obrigada!
      Beijos

      Excluir
  15. Oi, Carol. Tudo bem?
    Li esse livro através do grupo de leitura do Desafio Rory Gilmore. Eu adorei o livro, apesar de saber o enredo e o desfecho, mas não foi uma leitura ruim apesar disso.
    Beijos <3

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram