Resenha: Perdoa-me

04 fevereiro

Sinopse: A vida pode mudar num segundo.O instante em que encontrou a mãe sem vida nunca se extinguirá da memória de Eva Patterson. Num bilhete, as suas últimas e enigmáticas palavras: Perdoa-me.
O mundo seguro de Eva ruiu naquele momento devastador. Mas o inesperado suicídio de Flora vai marcar apenas o início de uma sucessão de acontecimentos surpreendentes. No seu testamento, Flora deixa a Eva um estúdio em Londres. Este sítio é a primeira pista para o passado secreto de uma mulher que, Eva percebe agora, lhe é totalmente desconhecida.
No sótão do estúdio, a jovem encontra os diários e os quadros da mãe, provas de uma fulgurante carreira artística mantida em segredo. O que levou Flora a esconder tão fundo o seu passado? Ao aproximar-se da verdade, Eva descobre um crime tão chocante que a leva a questionar-se se alguma vez conseguirá, de facto, perdoar.

É difícil falar de um livro que me trouxe tantas reflexões profundas em uma única leitura. Apesar de ter ouvido falar a respeito da autora, ainda não tinha lido suas obras e ao ler Perdoa-me fiquei ainda mais interessada pelos livros da Lesley Pearse. De uma forma encantadora, a autora retrata temas difíceis de serem abordados e que nos trazem muitas lições. Depois de finalizar esse livro, só desejo que ele seja publicado aqui no Brasil algum dia.
Ao encontrar a mãe em casa, Eva tem uma infeliz surpresa ao encontrar a sua mãe morta dentro da banheira. Desesperada pelo susto, ela chama os policiais e tudo o que sabe é que Flora cometeu um suicídio e deixou apenas um bilhete escrito: Perdoa-me. Eva não sabe o motivo pelo qual a mãe tomou essa decisão tão terrível, pois ela vivia muito bem com toda a família e aparentava não ter nenhum problema. Porém, as coisas se tornam ainda mais difíceis quando o seu pai ignora a sua dor e só cuida dos seus irmãos mais novos que estão desesperados. Apesar de todo o ressentimento, Eva tenta seguir em frente e ajudar a sua família a se recuperar também.
No velório da mãe, Eva decide conversar com pessoas que a conheceram e se depara com um casal que diz não reconhecer a Flora que suicidou. Eles foram amigos dela durante a juventude e garante a Eva que a mãe era uma artista excepcional e cheia de vida, mas Eva nunca conseguiu perceber nada disso. Até que o seu pai fica revoltado com ela, quando descobre que Flora havia deixado para ela o estúdio em Londres e metade da casa para os irmãos. Eva sabia que havia algo errado com a sua família e quando o pai lhe revela o primeiro de muitos segredos que mudarão a sua vida, ela decide que precisa descobrir a verdadeira história da sua família.
Perdoa-me é um livro recheado de aventuras e mistérios que me fizeram refletir da primeira a última página. O suicídio da mãe foi o começo para Eva tentar descobrir quem era a sua família. O segredo revelado pelo pai torna-se o primeiro de muitos que estão escondidos entre as quatro paredes da casa. Quem são realmente os seus pais? Por que ela não percebia tudo o que estava acontecendo ali dentro?
Perdoa-me é um livro que nos mostra o quanto os segredos de família podem ser destrutivos. Em uma casa em que todos vivem sob aparências, privando uns aos outros de saber o que realmente está acontecendo, podem ter consequências dolorosas para todos e perdoar talvez seja a tarefa mais difícil. Outra lição que o livro me trouxe foi que muitas vezes é melhor deixar o passado para trás e simplesmente seguir em frente sem tentar trazer de volta as dores.
É um livro cheio de mistérios que em um determinado momento eu já sabia o que poderia vir a acontecer e que estaria claro para os personagens também, mas a dor da verdade era maior para que eles encarassem tudo o que estava acontecendo. O livro também tem romance, apesar de não ser o foco e as aventuras da personagem são realmente instigantes. A leitura aborda temas bem fortes, mas é possível aprender muito com eles e em alguns momentos me senti angustiada por tantos segredos que são capazes de abalar qualquer estrutura familiar.
Eva é uma personagem bem ingênua, mas ao mesmo tempo forte e determinada para receber tudo o que estava vindo sobre ela. Seus irmãos estão saindo da adolescência e apesar de se preocuparem um pouco com a turbulência, estão mais focados em si mesmos. Todos os personagens são bem construídos e cada um deles tem um papel fundamental na vida de Eva e é impossível não desejar que ela encontre a tão sonhada felicidade.
Portanto, para quem procura uma leitura reflexiva cheia de segredos, aventuras e com um pouco de romance, esse é o livro que recomendo sem dúvidas!


Você pode gostar

1 comentários

  1. Oi Thalita, tudo bem?
    Que livro intenso hem! Enquanto lia sua resenha fiquei me imaginando no lugar da protagonista, diante da mãe morta e do bilhete com apenas essa palavra. Acho que só restasse Perdoa-me, eu ficaria louca, porque na minha cabeça não faria sentido algum.
    Gostei do livro e preciso lê-lo!
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram