Sessão Pipoca - Bright

09 janeiro


       Falem Rascunheiros, Renner aqui pra falar desse filme sensacional que é a aposta da Netflix para levar um Oscar pra casa em 2018. Estrelado por Will Smith, Bright se passa numa Los Angeles distópica recheada com um universo de Tolkien, com humanos, orcs, elfos e fadas tentando conviver num living hell.
     Primeiro de tudo, a Netflix investiu em ótimas chamadas de marketing, utilizando o jornalista Evaristo Costa, queridinho das redes sociais, como tinha feito na estreia de Stranger Things 2 com Marília Gabriela e a Chiquinha (do Chaves). As chamadas você confere aqui e aqui.
      Pondo de lado o marketing certeiro da Netflix, apesar de Bright envolver criaturas saídas de uma aventura épica de Tolkien, ele se parece muito mais com a Revolução dos Bichos e Maus, nos quais se faz uso da crítica velada a problemas recorrentes da sociedade, escondida pelos panos de animais no lugar de pessoas. Em Bright, as raças coexistentes são personificações da nossa sociedade, os orcs marginalizados, sofrendo abuso de força da polícia o filme inteiro, os humanos no meio do caminho, os elfos representando a elite no pedestal da sociedade e as fadas parecendo o mendigo que o dono do bar espanta tal qual um cachorro de rua. Nessa sociedade caótica, Ward (Will Smith) é um humano policial de Los Angeles que é vítima dos conflitos entre raças, uma vez que é o único da polícia que tem um orc como parceiro (o primeiro orc policial). Jakoby, parceiro de Ward é um bobo de bom coração que pretende servir a justiça na polícia mas é renegado pelo preconceito dos demais policiais e excluído de sua raça por se juntar a polícia e não pertencer a clã nenhum de orcs. 

       As primeiras cenas tem como objetivo deixar bem claro o tipo de sociedade que foi descrita logo acima e cumpre perfeitamente bem esse papel. Durante o cumprimento do dever, os dois policiais atendem uma ocorrência que aparentemente é só mais um caso comum, mas que lentamente vai se revelando um grande problema por ter envolvimento de magia e de um bright (que descobrimos mais tarde). A partir daí, corrupção policial, ganância e outros adjetivos ruins muito presentes na nossa força da lei tomam cena e a situação começa a se complicar. Nossos protagonistas são obrigados a tomar decisões difíceis e começam uma corrida pela justiça, fugindo de todos para proteger o "Santo Graal" do filme das gangues de orcs, humanos, dos policiais corruptos e da milícia élfica Inferni que pressagia a volta de um Lorde das Trevas. 

       A evolução do drama e das descobertas do filme junto com a ação intercalada com momentos para respirar tornam esse um ótimo filme para se assistir sem compromisso, um filme ação+drama pra se ver na sessão da tarde. Entretanto, o filme aborda diversos temas sociais de grande importância e trás uma crítica social bem disfarçada pelas facetas das raças, da magia e do místico, rendendo belas horas de discussão e múltiplas tonalidades de interpretação. Além disso, os cenários ficaram muito bem caracterizados, transmitindo a imagem de sociedade falida, que não deu certo.
        Não bastasse tudo isso, a trilha sonora está perfeita , músicas bem encaixadas nos momentos de ação e drama, com vários artistas conhecidos como Bebe Rexha,  Camila Cabello, X Ambassadors,  Migos, Marshmello, Steve Aoki dentre outros. Logo abaixo segue uma lista das melhores músicas pra você ouvir e se viciar:

        Tenho certeza que como eu vocês vão acabar viciando em pelo menos umas duas ai (kkkkk). Bom galera, é isso, espero que possam ver Bright em breve e que gostem da experiência. Deixem aí embaixo seus comentários e até a próxima. Fui

Você pode gostar

23 comentários

  1. Olá
    Tentei ver esse filme três vezes e dormi kk Com certeza não é o meu tipo de filme, mas achei a temática muito interessante, fora que todos os filmes com o Will Smith ganham meu respeito porque ele é um ótimo ator.

    Beijos
    https://florescendolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, joia? Que pena que não é muito o seu tipo, porque é um filme muito bem ambientado. Realmente, o Will é muito bom. Volte sempre :D

      Excluir
  2. Oii,

    Eu li algumas resenhas deste filme, umas bem positivas como a sua e outras nem tanto, o que só serviu para me deixar na duvida rs. Acho que vou ter que assistir pra poder saber se vou gostar ou não.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aninha,
      É, a crítica do filme está bem dividida. Eu, particularmente, sempre confiro e tiro minhas conclusões, acho que devia fazer o mesmo. Volte aqui depois e me conte o que achou tá? T+

      Excluir
  3. Que adorável essa publicação menina, achei incrível ainda mais sendo livro com Will, é de deixar todos animados, pois é um ótimo ator. Vou ver se encontro para download e adorei saber a sua opinião.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente adorei sua resenha. Não sabia do que se tratava e agora fiquei interessada. Eu amo Tolkien e só por você ter citado que tem um pouco desse universo já fiquei com vontade de assistir. Soube realmente que foi um filme muito trabalhado na questão do marketing. Eu adoro o Will, ele é ótimo ator e perfeito para o papel.


    http://naturezaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha, espero que goste também do filme, que já tem sequência confirmada. Volte sempre.

      Excluir
  5. Oi Renner, estou lendo boas resenhas a respeito deste filme, mas não tive de tempo de ver ainda. Sou fã do Will Smith, e pretendo assistir em breve.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Oii
    Assisti esse filme logo quando lançou, quando fiquei sabendo que passou na Comicon, fiquei bem ansiosa pra assistir. Gostei do filme mas acho que poderia ter sido mil vezes melhor. Que bom que adorou o filme, adorei o post.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bya, então. Ele tem um universo muito grande que eles jogam e pá, começa ação. tem muito o que explorar ainda (há quem aposte que vem aí uma série depois do segundo filme). Esse filme parece ter muitos objetivos além do entreteinimento e, por isso, talvez parece incompleto, pouco explorado.

      Excluir
  7. Achei a história desse filme super interessante e amei que a Netflx fez a chamada com o Evaristo para divulgar!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  8. Oi Renner!
    Meu noivo assistiu Bright e, apesar de ter gostado de algumas coisas (como a ambientação), achou que outras deixaram a desejar. Eu não me interessei muito, não é o tipo de filme que assisto com frequência.
    Tenho visto muita gente que gostou e outros que nem tanto. Fico feliz por você ter curtido tanto. Espero que a continuação te agrade também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Meu irmão estava muito ansioso para o filme e assistiu e amou, eu não tenho uma ideia formada ainda pois não cheguei a ver, mas ja amei a trilha sonora! hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opaaa... Cara, só música boa, sério. Você deveria ver o filme, acho que vai curtir muito também. Depois volta aqui pra comentar o que achou. T+

      Excluir
  10. Oiiii

    Não é mais meu tipo de filme, já curti muito os filmes do Will mas de momento ando numa outra vibe, no entanto meu marido assistiu e gostou demais, ele disse que tem muita ação mesmo

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo joia Alice? Acho que deveria dar uma chance e tentar encontrar o que está por trás da ação/entreteinimento. Esse filme diversas mensagens por meio de paralelos com a sociedade. Acho que talvez não se arrependa. Volte sempre :)

      Excluir
  11. Oiii!

    Eu tô para ver esse filme! desde o lançamento e toda a ação da Netflix... Gostei bastante de sua critica, e já anotei as músicas aqui!

    Beijnhos,

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Se tem uma coisa que a Netflix sabe fazer é marketing né? Impossível não ficar curioso com as campanhas feitas por eles.
    Eu confesso que estava com o pé atrás com esse filme, porque os últimos filmes que vi com o Will Smith foram péssimos, o que me deixou mais frustrada porque eu amo o ator e sempre tinha boas expectativas para os seus filmes. No entanto, parece que com Bright eu não irei me decepcionar. A premissa em si é muito boa e original, e me parece que o filme ficou incrível.
    Adorei a dica e assim que tiver um tempinho irei assistir.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, joia?
      Pois é, eles mandam sempre muito bem na divulgação e quando acertam a produção aí o sucesso é garantido. A ideia do filme é bastante interessante e atinge vários públicos, desde quem quer ficar no raso até aqueles que esperam que o filme tenha alguma mensagem. Além disso foi uma produção super barata (90 milhões contra 175 milhões de Esquadrão Suicida por exemplo que é do mesmo produtor). Se fosse exibido nos cinemas, provavelmente renderia uma bela bilheteria. Volte sempre e não esqueça de ver Bright.

      Excluir
  13. olá, vi as chamadas desse filme no facebook, mas ainda não assisti, acredito que deve ser muita adrenalina e espero curtir tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  14. Oieee tudo bem?
    Eu assisti o filme assim que saiu e amei, me lembrou muito das aventuras de RPG, só que com ambientação de Uban Fantasy, fiquei louca pra jogar assim. Logo que li fiz o comentário de que uma das coisas que eu mais curti foi a trilha sonora.
    Amei, abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, pois é. A ambientação ficou muito bacana mesmo, daria um ótimo RPG, com certeza. Tamo junto com essa trilha sonora. :D

      Excluir
  15. Oi, tudo bem/
    Ainda não vi o filme pois não me interessei muito, mas li algumas criticas essa semana que me deixaram com vontade de assistir, e acho que vou vê-lo ainda essa semana.

    ResponderExcluir

Facebook